Toda criança lendo e escrevendo até os 8 anos de idade ”

Programa de Intervenção Pedagógica Municipal

Cenário


Após o bem sucedido Programa de Intervenção Pedagógica (PIP) – Alfabetização no Tempo Certo na rede estadual de ensino, que resultou em um salto nos índices de alfabetização de 48% para 89% de 2006 a 2011, a Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais quis expandir o programa para a rede municipal. Avaliações externas indicavam que havia uma grande defasagem entre o desempenho dos alunos das duas redes: Apenas 73,6% dos alunos da rede municipal atingiram um nível adequado de leitura e escrita em 2012, comparado com 87,3% de adequação na rede estadual.


Objetivo do projeto


Acelerar o crescimento dos resultados das redes municipais e diminuir a defasagem, por meio de uma rede de intervenção individualizada nas práticas pedagógicas de sala de aula.

Período: 2013-2014


Principais ações tomadas pelo Estado


  Definição de modelo e estrutura da rede de intervenção pedagógica;

  Adesão voluntária de 100% dos 852 municípios com rede própria de ensino;

  Formação de equipes municipais vinculadas às Secretarias de Educação Municipais respectivas, responsáveis pelo apoio e orientação do trabalho dos diretores, especialistas e professores, assim como pelas visitas às salas de aula;

  Capacitação de 37.776 agentes pedagógicos, incluindo gestores, analistas, diretores e professores de escola;

  Fornecimento de material técnico-pedagógico, como o Guia do Professor Alfabetizador, o Guia do Especialista em Educação Básica, o Caderno de Boas Práticas e o Guia do Diretor Escolar e o livro didático Cantalelê;

  Criação de cadernos de metas para cada um dos 852 municípios e para cada escola, que consistia em um planejamento com os objetivos de alfabetização a serem atingidos nos próximos anos;

  Execução e acompanhamento dos resultados através da Secretaria de Educação e do Escritório de Prioridades Estratégicas de Minas Gerais.


Principais resultados gerados pelo projeto


A diferença de desempenho entre as escolas estaduais e municipais passou a diminuir após a implantação do PIP na rede municipal em 2013.

  Resultados do Proalfa apontaram uma melhora de desempenho dos alunos da rede municipal, passando de 73,6% em 2012 para 79,5% em 2013, e 83% em 2014.

  Maior equidade entre a rede estadual e municipal. A diferença entre as redes diminui de 13,7 para 12,8 pontos percentuais mesmo com o expressivo aumento da rede estadual.


Mais informações


Cartilha Programa de Intervenção Pedagógica / Alfabetização no Tempo Certo Municipal


Notícias relacionadas


Governo de Minas comemora resultado do Proalfa

Projeto de Intervenção Pedagógica melhora índices de alfabetização em Belo Horizonte