Taxa de homicídios no Rio é a menor em 30 anos ”

Gestão por Resultados – Segurança

Cenário


Em 2007, apesar de ser o estado que mais investia em sua força policial, e que possuía mais policiais por habitante, o Rio de Janeiro detinha o pior índice de homicídios no Brasil.


Objetivo do projeto


Reverter os indicadores da violência no Estado do RJ e estabelecer um modelo para gestão integrada da Segurança.

Período: 2007 a 2009


Principais ações adotadas pelo Estado


  Estabelecimento de indicadores estratégicos para o acompanhamento de um sistema de metas desenvolvido para o projeto (a partir de 2007);

  Criação de 31 projetos divididos em 3 pilares: Sistema de Gestão (Sistema de Metas, Gestão de Pessoas, Serviços), Modernização Tecnológica (Aparelhamento da Polícia Científica, Sistema para Análise de Dados, Telecomunicações) e Fortalecimento das Polícias (Capital Humano, Infraestrutura, Trabalho de Investigação e Policiamento Ostensivo). (2008)

  Instalação e expansão das Polícias de Ocupação (UPP – Unidades de Polícia Pacificadora). (2008)

  Liberação de 2000 homens da Polícia Militar para o policiamento ostensivo (2009);

  Operação de busca de veículos e motos irregulares (2009);

  Premiação por resultados para os envolvidos na Segurança Pública – Meritocracia (2009).


Principais resultados gerados pelo projeto


  Redução de 35% no índice de homicídios dolosos por 100 mil habitantes de 2006 para 2011, caindo de 41,3 para 26,5;

  Redução de 59,7% no índice de roubo de veículos por 10 mil veículos de 2006 para 2011, caindo de 88,9 para 35,8;

  R$6,349 milhões investidos na gratificação dos profissionais que atingiram seus resultados (2009); 


 8990 policiais contemplados no sistema de meritocracia, premiados pelo cumprimento das metas (2009);

  506 mil pessoas residentes em favelas diretamente beneficiadas pelas ações das 28 UPPs instaladas até 2012.


Mais informações


Manual de Procedimentos para o Sistema de Metas e Acompanhamento dos Resultados – Sistema de Segurança Pública – Estado do Rio de Janeiro


Notícias relacionadas


A arma que faltava

RJ registra menos homicídios dolosos até maio