Captura de ganhos totais de R$ 19,5 milhões para a prefeitura ”

Modernizando a Gestão Municipal

Cenário


Em 2011, o município de Nova Friburgo sofreu um desastre natural de grande magnitude, afetando a vida dos cidadãos e evidenciando a necessidade de um maior investimento público e uma maior integração com a Sociedade Civil. Assim, em Março de 2011, foi promulgada a Lei N.º 3.909 criando o Conselho de Desenvolvimento de Nova Friburgo (CODENF) com o objetivo de formular e fazer executar as políticas de desenvolvimento socioeconômico do Município de Nova Friburgo.


Objetivo do projeto


Promover a reforma administrativa e modernização da gestão pública, com foco nas frentes de Equilíbrio Fiscal e Saúde. 

Período: 2014-2015


Principais ações tomadas pelo Estado


Aumento de Arrecadação:

  Redução de inadimplência de IPTU;

  Aumento da base de contribuintes de ISS;

  Padronização do valor do imóvel sob o qual incide a alíquota de ITBI, entre outros;

  Mutirão de cobrança da dívida ativa e negociação da dívida ativa com devedores;

  Reestruturação do processo de captação, execução e controle de Convênios.



Redução de Despesas:

  Redução de custos administrativos com pessoal, alimentação, transporte, infraestrutura, comunicação e TI, energia, materiais de consumo, etc., nas Secretarias Municipais de Educação, Saúde e Infraestrutura e na Subsecretaria de Serviços Concedidos. 



Saúde:

  Identificação de problemas-chave em 5 processos prioritários do hospital: Realização do tratamento clínico, realização do tratamento cirúrgico, dar saída ao paciente, planejamento e realização da requisição de compras, processamento da requisição de compras;

  Definição de metas e indicadores de acompanhamento para cada um dos 5 gargalos. 


Principais resultados gerados pelo projeto


  Aumento de R$12,7 milhões em receita tributária;

  Redução de despesas em R$ 2,00 milhões;

  Captura de ganhos totais de R$ 19,5 milhões, ou seja R$ 1,7 milhões (9,6%) acima do previsto na meta;

  Cada real investido gerou 6.5 reais em ganhos para a prefeitura;

  A meta de redução do tempo médio de permanência hospitalar era de 7,7 dias. Entretanto, a partir de janeiro de 2015 a coleta de dados foi interrompida e o resultado não pôde mais ser mensurado.


Notícias relacionadas


Nova Friburgo entra na era da modernização da gestão pública

Prefeitura de Nova Friburgo apresenta resultados na gestão e governança municipal